Ministros anunciam liberação de recursos aos municípios gaúchos e o envio de 220 purificadores de água
BRASILESPÍRITO SANTO

Ministros anunciam liberação de recursos aos municípios gaúchos e o envio de 220 purificadores de água

No sábado (11), maior navio de guerra da América Latina chega a Porto do Rio Grande (RS). Embarcação levará dispositivos como estações de tratamento de água, capazes de purificar um total de 20 mil litros por hora
Os ministros Paulo Pimenta, da Secretaria de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República, e Waldez Góes, da Integração e Desenvolvimento Regional (MIDR), atualizaram as informações sobre as ações federais no Rio Grande do Sul, em uma coletiva de imprensa nesta quarta-feira, 8 de maio. O presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Edegar Pretto, e o secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, Wolnei Wolff, também participaram.
Nesta quarta-feira, aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) aterrissaram no município de Canoas com mais de 25 toneladas de donativos — entre os itens doados, estão 220 purificadores de água. Pimenta destacou que a compra dos purificadores foi realizada com o apoio da primeira-dama, Janja Lula, em uma campanha mobilizada com o influenciador Felipe Neto e outros apoiadores, empresários e influenciadores. “Tem uma tecnologia muito eficiente e de fácil manuseio”, explicou o ministro. “Cada purificador tem a capacidade de purificar 5 mil litros de água por dia. Isso nos permitirá purificar 1 milhão e 100 mil litros de água/dia”, ressaltou.
Pimenta agradeceu aos grupos que se organizam em todo o Brasil. “A logística que tem sido utilizada, inclusive os Correios têm uma parceria muito importante conosco, para ajudar no recolhimento da distribuição desses donativos, dessas doações”.

Água para o povo gaúcho! Os purificadores estão sendo instalados e a Defesa Civil está ensinando os locais a como operar. Com isso, vamos produzir 1 milhão de litros de água potável por dia.

O Navio-Aeródromo Multipropósito Atlântico (A140), considerado o maior navio de guerra da América Latina, chega ao Porto de Rio Grande no sábado, 11 de maio – Foto: Rodrigo Aguiar/Portos RS

Os ministros Paulo Pimenta, da Secretaria de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República, e Waldez Góes, da Integração e Desenvolvimento Regional (MIDR), atualizaram as informações sobre as ações federais no Rio Grande do Sul, em uma coletiva de imprensa nesta quarta-feira, 8 de maio. O presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Edegar Pretto, e o secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, Wolnei Wolff, também participaram.
Ministros Paulo Pimenta (Secom) e Waldez Góes (Integração e Desenvolvimento Regional), com o presidente da Conab, Edegar Pretto, e o secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, Wolnei Wolff, em coletiva na tarde desta quarta-feira (8)
Nesta quarta-feira, aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) aterrissaram no município de Canoas com mais de 25 toneladas de donativos — entre os itens doados, estão 220 purificadores de água. Pimenta destacou que a compra dos purificadores foi realizada com o apoio da primeira-dama, Janja Lula, em uma campanha mobilizada com o influenciador Felipe Neto e outros apoiadores, empresários e influenciadores. “Tem uma tecnologia muito eficiente e de fácil manuseio”, explicou o ministro. “Cada purificador tem a capacidade de purificar 5 mil litros de água por dia. Isso nos permitirá purificar 1 milhão e 100 mil litros de água/dia”, ressaltou.
Pimenta agradeceu aos grupos que se organizam em todo o Brasil. “A logística que tem sido utilizada, inclusive os Correios têm uma parceria muito importante conosco, para ajudar no recolhimento da distribuição desses donativos, dessas doações”.

Água para o povo gaúcho! Os purificadores estão sendo instalados e a Defesa Civil está ensinando os locais a como operar. Com isso, vamos produzir 1 milhão de litros de água potável por dia. pic.twitter.com/dJ2Jj0nFCO
— Paulo Pimenta (@Pimenta13Br) May 8, 2024

BALANÇO — Segundo atualização divulgada pela Defesa Civil do Rio Grande do Sul às 18h27 desta quarta-feira (8), o total de municípios impactados pelas chuvas no estado chegou a 425. São 67.418 pessoas em abrigos, 163.768 mil desalojados, 1.476.170 milhão de pessoas de alguma forma afetadas pelos efeitos das chuvas, 100 óbitos confirmados, 130 desaparecidos e 374 feridos. Até o momento, 57.880 pessoas foram salvas e 5.254 animais, resgatados.
RECURSOS — O secretário Wolnei Wolff ressaltou a assinatura da Portaria nº 1.466/2024 que irá simplificar e acelerar o repasse de verbas para cidades afetadas. A medida autoriza a liberação imediata de recursos federais para ações de socorro e assistência às vítimas, estabelecendo três faixas populacionais, cada uma com um valor máximo de recurso a ser liberado: Faixa 1 (até 50 mil pessoas – R$ 200 mil), Faixa 2 (de 50.001 a 100.000 pessoas – R$ 300 mil) e Faixa 3 (mais de 100.000 pessoas – R$ 500 mil).
ALIMENTOS — O presidente da Conab, Edegar Pretto, destacou que uma medida provisória para a importação de arroz está sendo preparada para a importação de arroz de países do Mercosul para abastecer, principalmente, as regiões Norte, Nordeste e Sudeste. Ele afirmou que parte da produção ainda não havia sido colhida, 15% está embaixo d’água, uma parte está nos armazéns, mas que a água também chegou em alguns desses locais.

“O presidente determinou que a Conab faça importação de 1 milhão de toneladas de arroz. Estamos observando com muita atenção e sensibilidade os produtores do nosso país, não é para competir com a nossa produção local, mas a gente vai escalonar na medida do necessário”, afirmou Edegar.
NAVIO-AERÓDROMO — O Porto do Rio Grande (RS) recebe, ainda nesta semana, três embarcações da Marinha do Brasil, que atuarão no auxílio aos atingidos pelas enchentes em todo o estado. Entre elas, está o Navio-Aeródromo Multipropósito Atlântico (A140), considerado o maior navio de guerra da América Latina, que chega no sábado, 11 de maio. A bordo, os navios levam efetivos militares que serão destacados para as regiões mais afetadas pelas enchentes — assim como as embarcações menores, destinadas à retirada de moradores de zonas alagadas.

Entre os principais equipamentos que serão levados ao Rio Grande do Sul, estão duas estações de tratamento de água, capazes de produzir um total de 20 mil litros por hora. Na área hospitalar, o Atlântico conta com infraestrutura composta por uma unidade de tratamento intensivo (com dois leitos), uma banheira termal para aquecimento ou resfriamento, uma sala de trauma, um centro cirúrgico, um consultório odontológico, um laboratório, dois consultórios médicos, uma enfermaria com oito leitos, uma farmácia completa, uma recepção e uma sala de espera.
CESTAS DE ALIMENTOS – As 52 mil cestas de alimentos enviadas pelo Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS) e a Conab à população afetada pelas enchentes no Rio Grande do Sul já começaram a chegar à unidade armazenadora em Canoas. O valor empenhado para a aquisição dos alimentos é de R$ 8,39 milhões. As primeiras 1,5 mil cestas de alimentos chegaram ao estado na terça-feira (7). Nesta quarta (8), mais 3 mil. A partir daí, serão deslocadas diariamente 4,5 mil cestas para o estado até atingir o total. A execução do cronograma depende das condições climáticas e das condições das estradas no estado.
SAÚDE – O Ministério da Saúde autorizou repasse de R$ 63,1 milhões, em parcela única, do Fundo Nacional de Saúde à Secretaria de Saúde estadual e aos Fundos Municipais de Saúde do Rio Grande do Sul. A Portaria nº 3.750, publicada nesta quarta-feira, lista centenas de municípios que vão receber os recursos programados. O investimento será usado para prevenir (e amenizar) riscos de doenças que deixam a população vulnerável, especialmente pessoas que estão desalojadas e desabrigadas.

Chegaram ao Rio Grande do Sul 44 novos integrantes da Força Nacional do SUS. Há uma previsão de instalação de mais seis módulos de hospitais de campanha nos próximos dias, bem como o envio de kits de emergência e insumos médicos e imunobiológicos. A chegada de oxigênio até os pontos assistenciais está sendo monitorada.

Uma parceria com os principais fabricantes de absorvente higiênico está em curso para viabilizar doação de 200 mil ao estado, além de outros itens de higiene pessoal. Está em tramitação um novo pedido de envio de 50 Kits de medicamentos e insumos para o estado.
ABASTECIMENTO – Na Região Metropolitana de Porto Alegre, há 408 mil imóveis sem água. Sete cidades estão desabastecidas parcial ou totalmente: Alvorada, Esteio, Sapucaia do Sul; Viamão; Canoas; Cachoeirinha e Gravataí. Os municípios de Guaíba e Eldorado do Sul tiveram o sistema de abastecimento normalizado por gerador. Canoas retomou gradualmente o abastecimento na noite de terça-feira (7).

No Nordeste gaúcho, 75 mil imóveis estão sem água em 21 cidades desabastecidas (total ou parcialmente), 37 caminhões pipa atendem a região e 17 reservatórios foram implantados em pontos estratégicos. Na região Central, 47 mil imóveis sem água em 11 cidades parcialmente desabastecidas. Em Agudo, Arroio do Tigre e Silveira Martins, o atendimento é feito por gerador; 20 caminhões pipa atendem na região. No Vale dos Sinos, 12 mil imóveis foram desabastecidos.
PORTO ALEGRE – Atuam na região metropolitana 45 caminhões pipa; 50 reservatórios implantados em pontos estratégicos e 70 veículos percorrendo municípios com caixas d’água. Empresas de saneamento de estados como São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Minas Gerais estão enviando equipes para auxiliar na recuperação da infraestrutura de abastecimento e enviando itens de primeira necessidade arrecadados.
FORÇAS ARMADAS — O efetivo de mais de 11,7 mil militares do Exército (9,1 mil), Marinha (1,3 mil) e Aeronáutica (1,3 mil) já realizou 52 mil resgates desde o início das atividades no Rio Grande do Sul. Foram 38,4 mil resgates terrestres, 7,9 mil fluviais e 5,7 mil aéreos. A logística conta com 93 lanchas e botes, um navio, 348 viaturas, 56 equipamentos de engenharia, quatro aeronaves de asa fixa e 17 helicópteros.

Nesse instante, as tropas estão atuando diretamente em Encantado (desobstrução de vias e resgate), Bento Gonçalves (resgate), Eldorado do Sul (resgate, desobstrução de vias e hospital de campanha), Roca Salles (controle de danos e ajuda humanitária), Estrela (hospital de campanha e desobstrução de vias), São Leopoldo (resgate, ajuda humanitária e hospital de campanha), Pelotas (resgate), Canoas (resgate), Guaíba (ajuda humanitária e hospital de campanha), Porto Alegre (apoio à organização e distribuição donativos e apoio a desabrigados).
RODOVIAS FEDERAIS — A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) publicou portaria que libera o pedágio e facilita o fluxo de doações, mantimentos e equipamentos. As medidas incluem atendimento prioritário e dispensa de fiscalização em rodovias federais concedidas, flexibilização do transporte rodoviário de passageiros e facilitação do fluxo de veículos.

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit) está atuando com 600 homens e 200 equipamentos pesados para desobstruir os principais pontos de bloqueios nas estradas gaúchas. Atualmente, há 42 pontos de bloqueio total e 21 já liberados. Os principais avanços desta quarta foram a liberação de seis pontos da BR – 386 nas regiões de Pouso Novo e Lajeado, além de um alagamento na BR-471 junto ao acesso a Ramiz Galvão em Rio Pardo.

Um dos focos do Dnit é a atuação em pontos estratégicos para liberação de vias para a chegada de equipamentos, insumos e ajuda humanitária. Inicia-se na BR-116 em São Leopoldo, passando pela BR-448 até a Arena Grêmio, descendo na BR-290/RS, passando pela Ponte do Guaíba, com a possibilidade de dois destinos: Santa Maria pela BR-290 e Pelotas pela BR-116.
ENERGIA — Do dia 7 para o dia 8, abaixou de 448 mil para 422 mil o número de unidades consumidoras desligadas no Estado, e a maior parte é por motivo de segurança ou impedimento de acesso pelo nível das águas. O pico foi 561 mil desligamentos desde o início da crise. São 162 municípios afetados atualmente.
FAKE NEWS — A Advocacia-Geral da União (AGU) ingressou nesta quarta com ação judicial de pedido de direito de resposta contra o influenciador digital Pablo Marçal. A instituição também encaminhou à plataforma X (antigo Twitter) notificação extrajudicial para que acrescente, em postagens que acusam a União de patrocinar show da Madonna no Rio de Janeiro, o esclarecimento de que não houve destinação de recursos federais para o evento. A atuação judicial ocorre após a viralização de vídeos no Instagram e no TikTok nos quais Marçal afirma que as Forças Armadas brasileiras estariam inertes diante da calamidade pública que atinge o Rio Grande do Sul em razão das tempestades registradas no estado.
AEROPORTO – O Aeroporto Salgado Filho permanece fechado por tempo indeterminado, sem previsão de reabertura. Não é possível acessar o terminal por via terrestre. Como alternativa, a Base Aérea de Canoas foi aberta para voos comerciais, a partir de parceria entre Ministério de Portos e Aeroportos, FAB, Agência Nacional de Aviação Civil e companhias aéreas.
METEOROLOGIA – As análises do Serviço Geológico do Brasil (SGB) indicam que o Rio Guaíba deve permanecer acima da cota de inundação (3,00m) até a próxima semana. No entanto, pode permanecer acima dos 4 metros até em torno de sábado (11). Ainda existe previsão de chuvas na região e, caso elas ocorram de modo mais intenso, pode haver atraso no processo de descida, com possibilidade de algumas elevações durante a recessão. O sistema de alertas do Inmet indica 6 alertas climáticos para queda de temperatura, vendaval e tempestade sobre o estado do Rio Grande do Sul, válidos até a manhã desta quinta-feira (9).

Qual Sua Reação?

Alegre
0
Feliz
0
Amando
0
Normal
0
Triste
0

You may also like

More in:BRASIL

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *