Governo reforça cuidado de saúde no RS com novo hospital de campanha e aumento de voluntários da Força Nacional do SUS
ESPÍRITO SANTOSAÚDE

Governo reforça cuidado de saúde no RS com novo hospital de campanha e aumento de voluntários da Força Nacional do SUS

Quarto hospital de campanha será montado em Novo Hamburgo, a 78 quilômetros de Porto Alegre. Nesta segunda (20), chegam ao estado novos profissionais de saúde, elevando número de Osuporte emergencial para os gaúchos passa pela capacidade de atender com eficiência às demandas de saúde da população atingida pela tragédia climática no Rio Grande do Sul. No dia em que os atendimentos da Força Nacional do Sistema Único de Saúde (FN-SUS) ultrapassaram 2,8 mil no estado, o Ministério da Saúde anunciou que o município de Novo Hamburgo receberá o quarto hospital de campanha da pasta e que a quantidade de voluntários da FN-SUS mais do que dobrará.
O novo hospital de campanha contará com seis médicos, três enfermeiros e técnicos de enfermagem prestando atendimento 24 horas por dia. A unidade terá capacidade para 150 a 200 atendimentos diários. Além de Novo Hamburgo, outros três hospitais de campanha já foram instalados em Porto Alegre, Canoas e São Leopoldo.
A partir desta segunda-feira (20), novos voluntários da Força Nacional do SUS chegarão ao estado. No início do trabalho da Força na região, em 5 de maio, a equipe contava com 100 profissionais. Com o reforço, esse número chegará a 202. A medida permitirá que equipes volantes, com médicos e enfermeiros, atuem simultaneamente em dez municípios prioritários.
O Governo Federal também estrutura ações de médio e longo prazo que possam garantir mais segurança aos gaúchos diante da realidade das mudanças climáticas. Neste domingo, o ministro da Secretaria Extraordinária para Apoio à Reconstrução do Rio Grande do Sul, Paulo Pimenta, deu entrevista coletiva pelo YouTube e falou sobre todas as frentes de trabalho do governo no estado.
Um dos pontos mencionados por Pimenta foi a preocupação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em antecipar problemas futuros, preparando o estado do Rio Grande do Sul para possíveis eventos climáticos extremos. “O presidente já encomendou estudo para soluções definitivas estruturais”, afirmou Paulo Pimenta, ao lembrar que países como Alemanha e Holanda têm expertise para ajudar na questão da modernização do sistema de diques. “O aeroporto de Amsterdã (Holanda) está abaixo do nível do mar”, recordou.
Segundo o balanço deste domingo, atualizado pela Defesa Civil do Rio Grande do Sul às 18h, o número de municípios afetados no estado é de 463. São 76.955 pessoas em abrigos, 581.633 desalojados e 2,3 milhões de pessoas afetadas. Nas últimas 24 horas, houve registro de dois novos óbitos, elevando o número para 157 mortes. Há 806 feridos e 88 desaparecidos. O número de pessoas resgatadas supera 82,6 mil e o de animais resgatados, 12,2 mil.
Confira outras atualizações das frentes de trabalho do Governo Federal no Rio Grande do Sul: para 202
JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA — O balanço do Ministério da Justiça e Segurança pública contabiliza, até as 18h deste domingo, considerando Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Força Nacional: 1.916 pessoas resgatadas, 10.459 pessoas assistidas, 186 animais resgatados e 8,6 toneladas de mantimentos transportados por via aérea.
RODOVIAS – As interdições rodoviárias em rodovias federais concedidas relacionadas aos eventos climáticos aumentaram para 28, das quais 19 são totais e 9 são parciais. Caiu para 40 pontos os bloqueios em 6 rodovias federais (concedidas e não concedidas) e para 83 pontos os bloqueios em 49 rodovias estaduais. O Comando Rodoviário de Brigada Militar da PM/RS disponibilizou um mapa de rotas alternativas para acesso entre as regiões afetadas pelas chuvas.
FERROVIAS– A Rumo Malha Sul (RMS) reportou 41 pontos de interdição causados por “fenômeno climático”. Ligação entre Santa Catarina e Porto Alegre mantém-se bloqueada.
ENERGIA — Mais 16 mil clientes tiveram o religamento do fornecimento de energia nas últimas 24 horas pelas distribuidoras do Rio Grande do Sul Foram religados 369 mil clientes — porém, 192 mil clientes ainda continuam sem energia, em sua maioria por questões de segurança ou impedimento de acesso.
ÁGUA – De acordo com o Centro de Operações Integradas da Corsan houve aumento considerável no número de imóveis abastecidos em Esteio, Sapucaia e Canoas, restando 29 mil sem água em Esteio e Sapucaia do Sul, e outros 39 mil em Canoas. No pico da cheia, há duas semanas, a companhia chegou a registrar 906 mil imóveis desabastecidos nas cidades que atende em todo o Estado.
PORTOS – As unidades de Porto Alegre e Pelotas mantêm operações suspensas. Em Rio Grande, a operação segue normalmente. Em São José do Norte, o serviço de transporte de veículos voltou a operar normalmente, contudo, o transporte de passageiros continua suspenso em razão do aumento do nível da Laguna dos Patos.
IGUALDADE RACIAL – Interlocução com o Exército para a entrega de cestas básicas em comunidades quilombolas isoladas.

Qual Sua Reação?

Alegre
0
Feliz
0
Amando
0
Normal
0
Triste
0

You may also like

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *