Mapa e MPA discutem com setor de pescado como aumentar competitividade da produção nacional
ECONOMIA

Mapa e MPA discutem com setor de pescado como aumentar competitividade da produção nacional

Na pauta, os representantes demonstraram a preocupação do setor com a importação de filé de tilápia congelado do Vietnã

Oministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, e o ministro da Pesca e Aquicultura, André de Paula, se reuniram nesta terça-feira (30) com representantes do setor de pescados para reforçar o compromisso do Governo Federal com a pesca e aquicultura nacional.
Na pauta, os representantes demonstraram a preocupação do setor com a importação de filé de tilápia congelado do Vietnã. A cadeia da produção de peixes cultivado alega riscos sanitários do vírus TiLV e econômicos aliados a prática de dumping – quando o produto estrangeiro entra no Brasil mais barato do que a produção interna.

Na ocasião, o ministro Fávaro reforçou que o sistema de defesa agropecuária é um grande ativo brasileiro e que em hipótese alguma será precarizado. “Como resposta as preocupações do setor, informo que a equipe técnica da defesa agropecuária do Mapa irá imediatamente revisar o protocolo de importação de tilápia do Vietnã para podermos reavaliar a autorização, além de também reforçar os controles de importação”, disse.

Fávaro ainda lembrou que a boa relação comercial se faz em mão dupla, ou seja, de venda e compra, e que é necessário buscar um equilíbrio para que o comércio bilateral com o mercado vietnamita não venha a ser prejudicado ao mesmo tempo.
O ministro André de Paula destacou a boa parceria com o Mapa. “Eu e Fávaro temos um compromisso de defender de forma intransigente os interesses dos produtores brasileiros. Então tudo que possa atingir os nossos produtores será encarado como muita seriedade e prioridade dentro no governo visando preservar e fortalecer o setor”, destacou.

A piscicultura brasileira é uma atividade em expansão. Segundo o Ministério da Pesca e Aquicultura, a produção em 2023 foi de cerca de 520 mil toneladas da espécie, representando 65% do peixe de cultivo no país.

 

 

Qual Sua Reação?

Alegre
0
Feliz
0
Amando
0
Normal
0
Triste
0

You may also like

More in:ECONOMIA

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *